Hérnia inguinal bilateral: sintomas, causas e tratamento sem complicações

Leia sobre as causas, sintomas e tratamento da hérnia inguinal bilateral sem obstrução ou gangrena. Aprenda como evitar complicações e como voltar à vida normal após a cirurgia.

hérnias inguinais são um dos motivos mais comuns para consultar um cirurgião. Eles se manifestam como a protrusão de órgãos internos através de um ponto fraco ou buraco nos músculos da parede abdominal. Um tipo de hérnia inguinal é a hérnia inguinal bilateral, que pode aparecer em ambos os lados da virilha.

Os sintomas de uma hérnia inguinal bilateral podem variar dependendo da extensão da hérnia. Os sintomas iniciais podem ser sutis e manifestar-se como dor leve ao exercício ou tosse. Mais tarde, o aumento da pressão na cavidade abdominal pode causar dor e desconforto. No caso de hérnia em homens, pode ser observado prolapso testicular, que é um sintoma forte.

Uma forma de diagnosticar uma hérnia inguinal é a inspeção visual por um médico. Para esclarecer o diagnóstico, é feita uma ultrassonografia. Além disso, a laparoscopia diagnóstica pode ser usada para examinar a cavidade abdominal.

O tratamento da hérnia inguinal bilateral pode ser cirúrgico ou conservador. O tratamento cirúrgico utiliza um método de cirurgia plástica com uso de tela. O tratamento conservador geralmente é prescrito para pacientes nos quais a cirurgia é contraindicada. Isso pode incluir o uso de um curativo de suporte e recomendações para limitar a atividade física.

Apesar da alta prevalência de hérnias inguinais, o grau de complicações durante e após o tratamento é bastante baixo. O encaminhamento oportuno para uma instituição médica, o tratamento corretamente selecionado e a reabilitação adequada ajudarão a evitar complicações e a retornar a uma vida normal.

Contents
  1. Hérnia inguinal bilateral: sintomas, diagnóstico e tratamento
  2. O que é uma hérnia inguinal bilateral?
  3. Causas de hérnias inguinais bilaterais
  4. Sintomas de uma hérnia inguinal bilateral
  5. Diagnóstico de hérnia inguinal bilateral
  6. Métodos de tratamento para hérnia inguinal bilateral
  7. Necessidade de cirurgia para hérnia inguinal bilateral
  8. Preparação para a cirurgia para hérnia inguinal bilateral
  9. Consulta e exame inicial
  10. Recomendações gerais
  11. Dia da cirurgia
  12. Período pós-operatório
  13. Checar
  14. Cirurgia para a remoção de hérnia inguinal bilateral
  15. Indicações para cirurgia
  16. Técnica de cirurgia
  17. Período pós-operatório
  18. Período pós-operatório
  19. Primeiros dias após a cirurgia
  20. Nas semanas seguintes após a cirurgia
  21. Possíveis complicações
  22. Recuperação após a cirurgia
  23. Reabilitação após cirurgia bilateral de hérnia inguinal
  24. Como evitar o reaparecimento da hérnia
  25. Complicações da hérnia inguinal bilateral: o que você precisa saber
  26. Impacto da hérnia na qualidade de vida
  27. Prognóstico após tratamento de hérnia inguinal bilateral
  28. Os principais mitos sobre o tratamento da hérnia
  29. Mito 1: A hérnia só pode ser curada por cirurgia
  30. Mito #2: Hérnias podem ser tratadas com massagem e exercícios especializados
  31. Mito #3: As hérnias não são perigosas e podem ser ignoradas
  32. Como escolher uma boa clínica e médico
  33. Q & amp; A:
  34. Que sintomas são indicativos de uma hérnia inguinal bilateral?
  35. Quão perigoso é uma hérnia inguinal bilateral?
  36. Como uma hérnia inguinal bilateral é diagnosticada?
  37. O que é uma hérnia encarcerada e como é tratada?
  38. Quais são os tratamentos para hérnia inguinal bilateral?
  39. Qual método de tratamento é preferível – conservador ou cirúrgico?
  40. Quanto tempo dura a reabilitação após o tratamento cirúrgico da hérnia inguinal bilateral?
  41. Pode haver riscos e complicações com o tratamento cirúrgico da hérnia inguinal bilateral?

Hérnia inguinal bilateral: sintomas, diagnóstico e tratamento

Uma hérnia inguinal é uma doença comum que se manifesta quando os órgãos internos se projetam para fora através de áreas fracas da parede abdominal. A hérnia inguinal bilateral é uma forma de hérnia inguinal que ocorre em ambos os lados da região da virilha. Embora a hérnia possa ser dolorosa e desconfortável, na maioria dos casos não é perigosa e pode ser tratada sem complicações.

Os sintomas de uma hérnia inguinal bilateral incluem uma protrusão em um tom mais alto na área da virilha, o que pode ser doloroso ou não imediatamente perceptível. A hérnia geralmente piora com exercícios e diminui o tamanho ao deitar. Para diagnosticar uma hérnia, o médico examinará o paciente e também pode solicitar um ultrassom ou outros testes.

O tratamento para hérnia inguinal bilateral pode incluir o uso de um curativo especial que ajuda a apoiar a veia ofensiva na área da virilha. Em casos mais graves, a cirurgia pode ser necessária. O objetivo da cirurgia é reparar a hérnia e fortalecer a parede abdominal. A cirurgia pode ser realizada por cirurgia aberta ou laparoscopia.

Em geral, a hérnia inguinal bilateral é uma condição comum e tratável. É importante que os pacientes que suspeitam de uma hérnia consulte um médico imediatamente para diagnóstico e tratamento.

O que é uma hérnia inguinal bilateral?

Uma hérnia inguinal bilateral é uma forma de hérnia na qual o tecido passa pelos dois canais inguinais localizados na coxa e no abdômen. Essa hérnia é mais comum nos homens, mas também pode ocorrer nas mulheres.

Em uma hérnia inguinal bilateral, parte do intestino pode se projetar fora do abdômen, causando vários sintomas como dor na virilha, desconforto ao caminhar e espessamento palpável na área da virilha.

Uma hérnia inguinal bilateral pode ocorrer como resultado de excesso de pressão no abdômen causado pelo levantamento de pesos, tossindo ou espirros e prolongado sentado ou em pé.

Para diagnosticar com precisão uma hérnia, é necessário consultar um médico qualificado que examinará o paciente e prescreverá testes adicionais, como ultrassom ou raios-X.

Qual atividade física você prefere mais?
Treinamento de força
Outro

Causas de hérnias inguinais bilaterais

Uma hérnia inguinal bilateral é causada pela protrusão de intestinos ou matéria gordurosa através de um ponto fraco nos músculos abdominais. Geralmente ocorre devido ao aumento da pressão no abdômen, o que pode ter muitas causas.

Uma das principais causas da hérnia inguinal bilateral é o esforço físico. Pessoas cujos empregos envolvem trabalho físico pesado ou levantando pesos pesados correm risco de hérnias. Hérnias também podem ocorrer em atletas, especialmente aqueles que praticam esportes pesados.

Um dos outros fatores que podem levar à hérnia inguinal bilateral é a idade. À medida que envelhecemos, os músculos perdem sua elasticidade, tornand o-os menos resistentes ao aumento da pressão no abdômen. Isso pode levar a vários tipos de hérnias, incluindo hérnia inguinal.

Certas doenças infecciosas, como a tosse, também podem levar à hérnia inguinal bilateral. A tosse aumenta a pressão no abdômen, o que pode fazer com que o loop intestinal se projete através da fraqueza muscular na área da virilha.

Sintomas de uma hérnia inguinal bilateral

A hérnia inguinal bilateral se manifesta por uma dor penetrante na área da virilha, que pode piorar com tosse, espirros e exercícios. Além disso, os pacientes podem sofrer peso e desconforto na área inguinal, bem como uma sensação de espessamento doloroso.

A palpação pode revelar uma massa de protuberância ou bola na área da virilha. Isso geralmente ocorre enquanto está em pé ou ao formar os músculos abdominais. Se for impossível colocar a hérnia de volta no lugar por conta própria, você deve consultar imediatamente um médico.

Outros sintomas de hérnia inguinal podem ser queimação e coceira desagradáveis na área da virilha, bem como sinais da doença podem ser disfunção do intestino ou bexiga associada à pressão mecânica sobre esses órgãos.

É importante perceber que a hérnia inguinal bilateral pode se manifestar na região inguinal esquerda e direita, por isso é importante não ignorar os sintomas, mas buscar ajuda médica a tempo de passar pelo exame necessário e prescrever tratamento competente.

Diagnóstico de hérnia inguinal bilateral

Diagnóstico de hérnia inguinal bilateral

O diagnóstico de hérnia inguinal bilateral começa com um exame visual do paciente e questionando sobre seus sintomas. Se o médico suspeitar da presença de uma hérnia, ele poderá prescrever exames adicionais.

Um dos métodos de diagnóstico é a palpação. O médico pode palpar as áreas da virilha para detectar a presença de uma hérnia. Em alguns casos, a triagem de ultrassom pode ser ordenada para esclarecer o diagnóstico.

Se um exame mais aprofundado mostrar que o paciente realmente tem uma hérnia inguinal bilateral, o médico pode prescrever tratamento. Geralmente, se não houver complicações, uma hérnia inguinal bilateral pode ser tratada com métodos conservadores. No entanto, em alguns casos, a intervenção cirúrgica pode ser necessária.

  • Palpação;
  • Triagem de ultrassom.

O diagnóstico de uma hérnia inguinal bilateral envolve examinar e testar o paciente. O médico pode palpar as áreas inguinais e detectar a presença de uma hérnia por palpação. Uma triagem de ultrassom pode ser ordenada para esclarecer o diagnóstico. Se uma hérnia for encontrada, tratamento conservador ou intervenção cirúrgica pode ser prescrita, dependendo da gravidade da condição.

Métodos de tratamento para hérnia inguinal bilateral

O tratamento da hérnia inguinal bilateral pode ser feita de forma conservadora ou cirurgicamente. No entanto, o tratamento cirúrgico é mais eficaz na eliminação da causa da condição e impedindo a recorrente da hérnia.

Existem vários métodos de tratamento cirúrgico para hérnia inguinal bilateral, incluindo cirurgia aberta, cirurgia laparoscópica e cirurgia robótica. A cirurgia aberta envolve cortar a pele e os músculos na área da virilha, o que pode levar a hérnias recorrentes e reabilitação mais longa. O método laparoscópico é mais inovador e menos invasivo, o que pode reduzir o tempo de reabilitação e o risco de complicações. A cirurgia robótica é o método mais avançado de tratamento inguinal de hérnia, que permite ao cirurgião trabalhar com mais precisão e rapidez, resultando em uma recuperação mais rápida após a cirurgia.

Se o tratamento conservador for prescrito para um paciente na primeira etapa da doença, o paciente poderá receber algumas recomendações para mudanças no estilo de vida, incluindo a limitação da atividade física, a perda de peso e o uso de roupas íntimas de compressão.

A decisão sobre a escolha do método de tratamento deve ser tomada pelo cirurgião com base no exame físico e achados do paciente. Consulte seu médico sobre o método de tratamento mais eficaz para o seu caso individual.

Necessidade de cirurgia para hérnia inguinal bilateral

A cirurgia é a única maneira radical de tratar hérnia inguinal bilateral. É prescrito se não houver melhora na condição do paciente após a terapia conservadora ou se houver complicações.

As complicações que podem surgir com hérnia inguinal bilateral incluem interrupção do tumor, circulação intestinal prejudicada, doenças do sistema geniturinário e muitos outros. A falha em reparar uma hérnia em tempo hábil pode levar a sérias conseqüências, incluindo peritonite e até morte.

Além disso, a cirurgia pode impedir que a hérnia seja recorrente. No caso de hérnias recorrentes, o tratamento conservador pode ter um efeito positivo, mas se a hérnia ocorrer repetidas vezes, os pacientes geralmente já decidem se submeter a uma cirurgia.

Apesar de todas as vantagens da cirurgia, ela sempre vem com certos riscos, como qualquer intervenção cirúrgica. No entanto, no caso de hérnia inguinal bilateral, o risco de complicações e reaparecimento da hérnia com tratamento conservador também é bastante alto. Portanto, os médicos geralmente recomendam a cirurgia como um método seguro e eficaz para tratar esta doença.

Preparação para a cirurgia para hérnia inguinal bilateral

Consulta e exame inicial

Consulta e exame inicial

Antes da operação, é necessário passar por vários estágios de preparação. Primeiro de tudo, o paciente deve passar por uma consulta com um cirurgião de hérnia. O médico realizará um exame, perguntará sobre os sintomas e prescreverá os testes necessários. Para um diagnóstico preciso de hérnia inguinal bilateral, ultrassom, raio-x, tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Recomendações gerais

Antes da cirurgia, você deve evitar alimentos e líquidos por 6-8 horas. Também é recomendável remover jóias e lentes de contato, se você as tiver.

Dia da cirurgia

No dia da cirurgia, o paciente deve ter uma atitude positiva e estar disposto a seguir as instruções da equipe médica. Geralmente, um pequeno barbear da região da virilha é realizado antes da cirurgia.

Período pós-operatório

Após a cirurgia, o paciente precisará passar alguns dias no hospital. Nos primeiros dias após a cirurgia, são necessários descanso e atividade física limitada. A equipe médica prescreverá os medicamentos necessários para tratar a dor e prevenir complicações.

Checar

Alguns dias após a cirurgia, o paciente estará programado para um chec k-up. Nesse estágio, o médico avaliará a eficácia da cirurgia e poderá prescrever procedimentos adicionais para acelerar a recuperação.

Cirurgia para a remoção de hérnia inguinal bilateral

Indicações para cirurgia

A cirurgia para a remoção da hérnia inguinal bilateral é prescrita na presença dos sintomas do paciente e contra os antecedentes dos testes de diagnóstico.

Tais sintomas podem incluir dor na área da virilha, inchaço de tecidos moles no escroto, bem como aumento do saco de hérnia.

A decisão de realizar a cirurgia é tomada pelo cirurgião com base no quadro clínico geral e levando em consideração muitos fatores.

Técnica de cirurgia

A cirurgia de hérnia de virilha pode ser realizada usando uma das várias técnicas, incluindo cirurgia “aberta” ou “laparoscópica”.

Na cirurgia “aberta”, o cirurgião fará uma pequena incisão na área da virilha e removerá o saco de hérnia. Isso geralmente envolve um fechamento de feridas em várias camadas para impedir que a hérnia se recorrente.

Na cirurgia laparoscópica, o saco de hérnia é removido usando instrumentos finos inseridos através de várias pequenas incisões no abdômen. Nesse caso, a recuperação geralmente é mais rápida.

Período pós-operatório

Após a cirurgia, os pacientes geralmente precisam permanecer no hospital por um curto período de tempo para monitorar a recuperação. O cirurgião pode prescrever analgésicos e outros medicamentos para gerenciar a dor.

Os pacientes são aconselhados a evitar exercícios pesados e levantamento pesado por várias semanas após a cirurgia. O período de recuperação pode variar dependendo do caso individual e de outros fatores.

Período pós-operatório

Período pó s-operatório

Primeiros dias após a cirurgia

Após a remoção de uma hérnia inguinal bilateral, o paciente geralmente fica no hospital por alguns dias. Durante as primeiras 24 horas, podem ocorrer algumas complicações como dor, fadiga e inchaço. Os médicos prescrevem medicamentos anti-inflamatórios e de dor para aliviar esses sintomas e ajudar o paciente a passar pela cirurgia mais rapidamente.

Nas semanas seguintes após a cirurgia

Após a alta do hospital, o paciente precisa seguir estritamente as prescrições dos médicos. Isso pode incluir lavar a ferida, usar um curativo especial e comer uma dieta adequada. O cirurgião também pode prescrever consolidação de tratamento e exames regulares para detecção precoce de possíveis complicações.

Possíveis complicações

Possíveis complicações

Embora os riscos de complicações pó s-operatórios após a remoção bilateral de hérnia inguinal sejam geralmente baixos, ainda existem casos possíveis em que um paciente pode exigir tratamento adicional. As complicações podem incluir recorrência, abscesso ou infecção por hérnia. Essas possíveis complicações podem ser identificadas e tratadas em tempo hábil, com atenção contínua de médicos e pacientes.

Recuperação após a cirurgia

A recuperação total após a remoção bilateral de hérnia inguinal pode levar várias semanas. É importante seguir as recomendações de seus médicos, incluindo a limitação da atividade física e o exercício nas primeiras semanas. Depois disso, você deve iniciar um retorno gradual e controlado à atividade física normal.

Reabilitação após cirurgia bilateral de hérnia inguinal

Após a remoção da hérnia inguinal bilateral, é importante seguir um regime de pressão arterial adequado, cuidar daqueles que ainda não podem se mover de forma independente. Os resultados dos testes pós-operatórios devem ser monitorados e o treinamento para aumentar gradualmente a atividade física deve durar de 3 a 4 meses.

Também é estritamente recomendado seguir uma dieta que consiste em pequenas porções de refeições alimentares usando alimentos proibidos apenas em quantidades limitadas.

No tempo inicial após a cirurgia, é importante limitar a atividade física, é necessário evitar levantar pesos pesados, saltar e recusar temporariamente de exercícios físicos intensivos.

  1. Exercícios de alongamento. Eles visam melhorar a flexibilidade e reduzir a dor na área da sutura.
  2. Exercícios de fortalecimento muscular. Eles visam restaurar a força muscular e manter a saúde da área operada.

Um tipo obrigatório de reabilitação é o monitoramento regular da cicatrização de feridas. O uso de um curativo suave ajudará a proteger a sutura do alongamento e outras complicações.

A reabilitação após a cirurgia bilateral da hérnia inguinal é muito importante e deve ser realizada sob a supervisão de um especialista. A aderência estrita a todas as recomendações garante uma recuperação rápida e be m-sucedida da saúde e retorno à vida normal.

Como evitar o reaparecimento da hérnia

1. Observe os princípios básicos de um estilo de vida saudável:

  • Mantenha um peso saudável, exercit e-se regularmente.
  • Evite o levantamento pesado, especialmente durante os primeiros meses após a cirurgia.
  • Evite fumar, pois pode reduzir o suprimento sanguíneo para os tecidos e aumentar o risco de recorrência da hérnia.

2. Siga as recomendações do seu médico:

  • Use um molho de suporte apropriado após a cirurgia.
  • Tomar medicamentos, especialmente medicamentos anti-inflamatórios, pode ajudar a reduzir o inchaço e a dor.
  • Não pule as visitas de acompanhamento ao seu médico para fazer check-ups.

3. Siga a dieta adequada e os cuidados corporais:

  • É útil comer mais alimentos ricos em fibras para evitar constipação, o que pode causar uma hérnia recorrente.
  • Evite esforços desnecessários ao urinar para evitar danificar os tecidos ao redor da hérnia.
  • Mantenha a pele limpa e seca para evitar irritação.

4. Consulte seu médico se desenvolver novos sintomas:

  • Monitore a área de hérnia quanto a novos solavancos ou inchaço.
  • Diga ao seu médico se você experimentar alguma dor ou desconforto em torno da hérnia.

Complicações da hérnia inguinal bilateral: o que você precisa saber

Como qualquer outra condição, a hérnia inguinal bilateral pode causar complicações. Entre eles:

  • Violação do conteúdo da hérnia. Se um loop de intestino ou outro tecido entrar no canal, que se estreita à medida que se aproxima do testículo, o suprimento de sangue será interrompido. Isso pode levar à necrose tecidual, que pode causar sérios danos à saúde sem tratamento oportuno.
  • Dor e desconforto. Uma hérnia inguinal bilateral pode levar a sensações dolorosas que dificultam a execução de tarefas diárias. A dor pode piorar se a hérnia se projetar mais do que o habitual ou se uma pessoa se envolver no trabalho físico.
  • Enfraquecimento das paredes do canal. Quando uma hérnia inguinal não é tratada por um longo período de tempo, pode enfraquecer as paredes do canal através da qual uma seção de tecido de tecido. Como resultado, novas hérnias podem formar ou hérnias existentes podem piorar.

No geral, o diagnóstico e o tratamento adequados de uma hérnia inguinal bilateral podem minimizar a probabilidade de complicações. Uma pessoa que tem sintomas de uma hérnia deve consultar um médico imediatamente e confiar em suas recomendações.

Impacto da hérnia na qualidade de vida

Uma hérnia inguinal bilateral pode afetar seriamente a qualidade de vida de um paciente. Essa forma de hérnia pode causar dor e desconforto severos ao caminhar, levantar pesos e outras atividades diárias. Além disso, pacientes com hérnia podem se sentir envergonhados ou desconfortáveis ao realizar atividades normais.

No caso de uma hérnia menor, os sintomas podem ser bastante leves. No entanto, se não for tratado, essa forma de hérnia pode progredir e se tornar mais grave, causando mais desconforto e ameaçando a saúde do paciente.

A busca oportuna de ajuda médica, o diagnóstico e o tratamento corretos evitarão complicações graves e melhorarão a qualidade de vida do paciente. Existem várias opções para o tratamento da hérnia inguinal bilateral, incluindo intervenção cirúrgica, que pode ser realizada pelo método clássico ou por laparoscopia.

É importante saber que, após o be m-sucedido tratamento, o paciente pode voltar à vida normal e realizar suas atividades favoritas. É recomendável monitorar sua saúde para evitar uma possível recorrência.

Prognóstico após tratamento de hérnia inguinal bilateral

Após o tratamento be m-sucedido de uma hérnia inguinal bilateral, o prognóstico é favorável na maioria dos casos. No entanto, como em qualquer cirurgia, existem alguns riscos que podem ser reduzidos seguindo várias precauções.

A recuperação da cirurgia pode levar várias semanas, dependendo do tipo de cirurgia e das características do corpo individual. Nos primeiros dias após a cirurgia, o paciente pode sofrer um leve desconforto na área da coluna lesionada. Alguns podem observar o inchaço ou o caroço na área da ferida, mas isso é normal e deve desaparecer dentro de alguns dias.

Após a cirurgia, é importante evitar a atividade física por várias semanas. Os pacientes são aconselhados a não levantar objetos pesados, se envolver em jogos esportivos vigorosos ou fazer movimentos e exercícios constantes das pernas. Para uma recuperação mais rápida, é importante seguir uma dieta adequada e evitar hábitos prejudiciais, como tabagismo e abuso de álcool.

Após a recuperação total, os pacientes podem retornar à sua vida normal. Se a cirurgia foi realizada corretamente e o paciente seguiu todas as instruções pó s-operatórias, hérnia inguinal recorrente poderá ser minimizada. No entanto, se ocorrerem novos sintomas, os pacientes serão aconselhados a consultar um médico imediatamente.

Os principais mitos sobre o tratamento da hérnia

Mito 1: A hérnia só pode ser curada por cirurgia

A cirurgia ajuda a se livrar de uma hérnia, mas nem sempre é a única opção de tratamento. Alguns pacientes podem evitar a cirurgia se a hérnia não for grande o suficiente ou seus sintomas não forem muito graves. No entanto, se a hérnia continuar a crescer e causar dor e desconforto constantes, a cirurgia pode ser a única opção de tratamento.

Mito #2: Hérnias podem ser tratadas com massagem e exercícios especializados

Embora alguns exercícios e massagem possam ajudar a reduzir a aparência de uma hérnia, eles não são a maneira de cur á-la completamente. Uma hérnia é uma manifestação de um problema subjacente causado pelo rasgo de fibras musculares na área da virilha. Nesse caso, as fibras musculares não podem se curar por conta própria; portanto, sem atenção médica adequada, exercício e massagem podem ser inúteis.

Mito #3: As hérnias não são perigosas e podem ser ignoradas

Um dos equívocos mais comuns é pensar que uma hérnia não é perigosa. No entanto, se suas manifestações não forem detectadas no tempo, isso pode levar a complicações graves, como suprimento sanguíneo prejudicado para os tecidos da virilha e função prejudicada dos órgãos que passam pelo canal inguinal. Em alguns casos, a hérnia pode deslocar, causando dor aguda e incapacidade de se mover.

  • Conclusão: É importante saber e entender adequadamente como as hérnias são tratadas. Nunca é uma boa idéia negligenciar as manifestações dessa condição e tratamento doméstico. É sempre melhor ir a profissionais qualificados e obter tratamento adequado.

Como escolher uma boa clínica e médico

Ao escolher uma clínica e médico para tratamento bilateral da hérnia inguinal, é importante considerar vários fatores.

  • Classificação clínica. Preste atenção à classificação da clínica, leia as análises dos pacientes. Isso pode ajud á-lo a escolher os médicos mais qualificados e garantir serviços de alta qualidade.
  • Experiência e qualificações do médico. Um médico experiente e altamente qualificado terá mais conhecimento sobre os métodos mais modernos e eficazes de tratamento de hérnia inguinal. Portanto, verifique se o médico possui a licença e as certificações apropriadas.
  • Equipamento de clínica. Verifique se a clínica escolhida possui o equipamento apropriado para diagnóstico e tratamento.
  • Opções de custo e seguro. Verifique o custo dos serviços e se você pode pagar através de sua companhia de seguros. Também vale a pena descobrir quais serviços seu seguro cobre e quais custos adicionais podem surgir.

Escolher a clínica e o médico certos podem fazer toda a diferença em uma rápida recuperação. Reserve um tempo, analise as opções disponíveis e peça aos amigos e conhecidos recomendações antes de tomar uma decisão.

Q & amp; A:

Que sintomas são indicativos de uma hérnia inguinal bilateral?

Geralmente, com hérnia inguinal bilateral, o paciente terá inchaço doloroso na área da virilha que pode aparecer ou piorar com exercícios ou tosse. Também pode haver queima e dormência na área da virilha.

Quão perigoso é uma hérnia inguinal bilateral?

Sem complicações, uma hérnia inguinal bilateral não é perigosa para a saúde do paciente. No entanto, se não for tratado, uma condição perigosa chamada hérnia encarcerada pode ocorrer.

Como uma hérnia inguinal bilateral é diagnosticada?

O diagnóstico de hérnia inguinal bilateral basei a-se no exame físico do paciente, incluindo a palpação da região inguinal. Alguns casos podem exigir um ultrassom ou tomografia computadorizada para esclarecer o diagnóstico.

O que é uma hérnia encarcerada e como é tratada?

Uma hérnia encarcerada é uma condição na qual parte do tecido fica preso no saco de hérnia, o que pode levar a uma dor intensa. O tratamento para uma hérnia encarcerada é uma cirurgia de emergência.

Quais são os tratamentos para hérnia inguinal bilateral?

O tratamento da hérnia inguinal bilateral pode incluir métodos conservadores, como o uso de bandagens especiais, bem como métodos cirúrgicos: hernioplastia e hernioplastia laparoscópica.

Qual método de tratamento é preferível – conservador ou cirúrgico?

Se a hérnia não causa dor, é recomendável usar um método conservador de tratamento. No entanto, se os sintomas se tornarem mais pronunciados ou ocorrer uma hérnia encarcerada, o método cirúrgico é a única alternativa.

Quanto tempo dura a reabilitação após o tratamento cirúrgico da hérnia inguinal bilateral?

A duração da reabilitação após a cirurgia bilateral da hérnia inguinal depende de muitos fatores, incluindo a idade e a condição geral do paciente, bem como o método de tratamento. Geralmente, o paciente pode retornar às atividades normais em alguns dias a 2-3 semanas, dependendo do método de tratamento escolhido.

Pode haver riscos e complicações com o tratamento cirúrgico da hérnia inguinal bilateral?

O tratamento cirúrgico da hérnia inguinal bilateral refer e-se a procedimentos cirúrgicos gerais, para que algumas complicações sempre possam ocorrer. No entanto, com diagnóstico adequado, seleção de um cirurgião qualificado e anestesia de qualidade e cuidados pó s-operatórios, os riscos de complicações são mínimos.